Participação popular: Câmara do Crato promoveu 12 Audiências Públicas em 2017

A participação popular nas ações legislativas é uma das marcas da atual gestão da Câmara Municipal do Crato. Sob a presidência do vereador Florisval Coriolano (PRTB), o Poder Legislativo cratense abriu espaço, somente na Tribuna, para que mais de 100 pessoas apresentassem reivindicações, críticas e sugestões.

Outro mecanismo de participação popular, as audiências públicas movimentaram segmentos da sociedade cratense para a discussão de doze temas.

A primeira delas discutiu a Reforma da Previdência, da qual participaram representantes de quatro sindicatos - trabalhadores rurais, comerciários, bancários e servidores municipais.

A ExpoCrato (Exposição Centro Nordestina de Animais e Produtos Derivados) também foi discutida em audiência pública. Em pauta, estiveram assuntos como a prática de preços, a semana em que o evento é realizado, as opções de bebidas e a reforma do Parque de Exposições Pedro Felício Cavalcante.

Outros temas foram debatidos em audiências com a participação de diversos segmentos da sociedade cratense, como: doações de terrenos do município; taxa de iluminação pública; política municipal de resíduos sólidos; lei estadual de resíduos sólidos; fortalecimento dos pequenos negócios; e questões de gênero.

A regulamentação do transporte público coletivo no município do Crato foi a pauta da última Audiência Pública de 2017, realizada em 30 de novembro. O encontro contou com participações do promotor do Ministério Público Estadual Thiago Marques Vieira; secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Territorial Urbano, Brito Junior; procurador-geral do município, Ernani Brígido. Eles se somaram a usuários e condutores de transporte coletivo em Crato.

Para o presidente da Câmara do Crato, Florisval Coriolano (PRTB), tanto as audiências como a participação de cidadãos nas sessões são importantes para as ações que o Poder Legislativo desenvolve.

 

De acordo com Florisval, a Câmara continuará a acolher as demandas da população durante 2018. Para ampliar e tornar mais cômoda a participação dos cratenses, a atual gestão construirá uma nova sede, a começar por um novo Plenário. As obras estão previstas para começar em fevereiro e terão prazo de doze a dezoito meses para sua conclusão.

Facebook

Câmara Municipal do Crato

 Insira seu e-mail e tenha acesso às notícias da Câmara